Novo presidente quer que a Coreia do Sul aprenda a dizer ‘não à América’, a melhorar as relações com Kim Jong-un

BY ANDREW CHEETHAM ON 10 MAY 2017 GMT

“A Coréia do Sul acaba de eleger um presidente liberal que favorece a reconstrução de relações esfarrapadas com a vizinha Coreia do Norte, o que poderia sinalizar uma mudança de política e um aumento mudo do sabre-rattling na península.

Na campanha, Moon Jae-in prometeu oferecer uma aproximação diplomática mais ativa à Coreia do Norte centrada num diálogo mais aberto com Pyongyang.

Moon, ex-advogado de direitos humanos, obteve 41,4% dos votos na terça-feira.

O presidente eleito também disse que não permitiria que a Coreia do Norte avançasse seu programa nuclear, enquanto criticava os dois últimos governos por não terem parado seu desenvolvimento, afirmando que a política de linha dura empregada na última década não funcionou.

Moon também fez campanha em uma política de interesse nacional e escreveu em um livro, publicado em Janeiro, que a Coreia do Sul deveria aprender a dizer “não à América”. ”

Anúncios

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s