A VANDALIZAÇÃO NA UNIÃO EUROPEIA

FRENTE DO ALGARVE LIVRE DE TRANSGÉNICOS

Esta associação entendeu que prestaria um precioso serviço informativo aos visitantes do seu site se acrescentasse as conclusões duma investigação do Professor Jubilado de Economia Michel Chossudóvsky. Ele quis estabelecer a diferença entre o que é verdadeiro e o que foi falsificado pela presença dos três fantasmagóricos suicidas do DAESH no aeroporto de Bruxelas. É nesta cidade que está instalada a fraudulenta União Europeia com um Parlamento fundado pelo General William Donovan da CIA, e por ela vigiada. A CIA também montou a cilada até o dito parlamento ficar obsoleto. Além disso, a apetência infame da U.E. aprovou a legislação e conduziu os Bancos a esbulharem as poupanças dos depositantes. Esta malfeitoria não acabou aqui. A U.E. foi atraída pela pior escumalha nazi na Ucrânia e assim demonstrou que quem se parece junta-se. E juntou-se em mais um lamaçal onde a U.E. se move. Sobretudo onde ela exerce a sua tirania através dos tecnocratas da sociedade secreta Távola Redonda que aprova as suas directivas genocidas. Tais como a proibição de semear. Quem escapa ao genocídio dos E.U.A. e da U.E. que sentenciou o patentear da vida e que criminalizou os agricultores e congelou as suas contas bancárias. Sobraram os pedintes de mão estendida à espera duma esmola para poderem sobreviver.

Noutros departamentos, a U.E. aprova e impõe o consumo de veneno para aumentar o lucro das empresas em conformidade com a política transatlântica (TAFT). Um curriculum desta envergadura só pode indiciar que a U.E. pratica a política do vale tudo. Se assim é, as imagens do aeroporto de Bruxelas aumentam cada vez mais a convicção da existência duma tirania fabricada pela U.E..

Usaram uma imagem dos suicidas Khalif, Ibrahim e Bahraoui que são as mesmas imagens relativas a um ataque terrorista em Moscovo em Janeiro de 2011. Deste modo, a existência dos suicidas no aeroporto de Bruxelas é uma falsificação, enquanto que o vídeo do metro de Minsk (Bielo Russia) diz respeito à imagem da estação do Metro de Maelbeck. Nestas circunstâncias houve mais uma falsificação na tentativa de a justificar como verdadeira. Mas houve outra tramoia, quando a U.E. simulou, três semanas antes, um ataque terrorista à estação de metro de Maelbeck, o que não pode deixar de ser considerado como um ensaio do que ia acontecer. E esta simulação revela como a U.E. está envolvida numa descarada falsificação e na criminosa matança de civis e de muitos feridos. Ou seja, a U.E. quer converter o seu crime num pretexto para criar um estado policial semelhante ao Patriot Act resultante da queda das Torres Gémeas e da conveniência das guerras eternas.

Vale a pena voltar a mencionar certos aspectos como é o caso dos vídeos que foram trazidos para os ecrãs por uma entidade suspeita “Dermiere Heur” (última hora) que transmitiu para os ecrãs os vídeos dos ataques terroristas em Moscovo e Minsk (Bielo Rússia) e servir-se deles para erguer uma montagem com suicidas no aeroporto de Bruxelas em que morreram sem ter havido corpos, o que passou a fazer parte dum imbróglio orquestrado para iludir os espectadores acerca dum acontecimento que nunca existiu.

Como as imagens vêm de vídeos relativos ao terrorismo em Moscovo e Minsk, o Kahlif e o Ibrahim el-Bakraoui nunca estiveram no aeroporto de Bruxelas nem no ataque ao metro. Se houve mortos e feridos num lado e no outro, quem foi que provocou as explosões? Foi a CIA, a Mossad, o MI6, a NATO ou os facínoras da GLADIO? Que são os exércitos secretos da NATO, especializados na prática de massacres em qualquer local do planeta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s