O 25 de Abril foi um Golpe de Estado da Nato e do Clube Bilderberg

FRENTE DO ALGARVE LIVRE DE TRANSGÉNICOS

Esta associação não só esteve atenta à política dos predadores e das suas vigarices, que Vítor Matos denunciou no seu livro “Os Predadores” e não só. Também ela foi despertada para a malfeitoria dos mercenários da política e que são membros do Clube de Bilderberg. E ao serem seus adeptos, procuram a sua protecção como um acto de cobardia. Tanto mais que se juntam detrás desse clube e dele se servem para instalar uma democracia apodrecida que inclui a transformação da vida social num golpe de estado vitalício, através do qual Portugal passa a ser dirigido do exterior por entidades estrangeiras, inscritas na página 177 do livro da autoria de Rui Pedro Antunes, onde Martinho Simões (autor do livro A Destruição da Lealdade, de 1978), revela (pag.178) a identidade dessas entidades estrangeiras. Tais como: Gerard Schroeder, mais tarde chanceler alemão e o banqueiro Edmond Rothschild (que faz parte da dinastia Rothschild) à qual o ex-governo PSD/CDS recorreu para ele resolver as dificuldades financeiras dos bancos que foram criadas com a venda fraudulenta à banca de swaps, por parte da dinastia Rothschild, com a classificação máximo de “AAA” e que nada valiam. Esta Associação, que intervém na redacção deste documento, está informada, desde longa data, quanto à presença dos acompanhantes da dinastia Rothschild sempre que são por eles criadas situações escaldantes e de interesse estratégico. Devido a esta circunstância juntaram-se 22 acompanhantes. Entre eles, verificou-se a presença de muitos norte-americanos vinculados a uma missão de responsabilidade e também do embaixador norte-americano em Lisboa, Stuart Scott, e ainda do secretário-geral da NATO, o holandês Joseph Luns. Segundo o jornalista Martinho Simões, a presença de Luns terá determinado o comportamento da NATO no desenrolar do golpe militar de Lisboa e recorda como, três dias depois do encontro, a NATO foi conivente com o golpe. Neste contexto, Martinho Simões chama a atenção para o facto de, no dia 24 de Abril, terem chegado ao porto de Lisboa diversas unidades da NATO que tomaram parte nas manobras aeronavais chamadas DAWN PATROL, no mediterrâneo, mas no dia 26, a anunciada mudança de regime resultou no seu cancelamento e os navios portugueses puderam regressar a Lisboa e anunciar a sua adesão ao MFA (Movimento das Forças Armadas). E Martinho Simões continua. Não será demais pensar que a presença das unidades da NATO em Lisboa tinham o objectivo de dissuadir contra qualquer tentativa contra-revolucionária dos generais. Por outro lado, o Centro de Documentação 25 de Abril interpreta os acontecimentos e relaciona-os com o encontro do Clube de Bilderberg em Mégene, na França, esse encontro foi relacionado com o seu conhecimento quanto à iminência das alterações políticas em Portugal e decidiu não contrariar a evolução dos acontecimentos, uma vez que eles eram favoráveis às conveniências do liberalismo económico, coincidente com as conclusões do jornalista Martinho Simões, dizendo: O golpe de 25 de Abril preparado por 2 centenas de capitães é aceite e facilitado pela conveniência do capitalismo bilderberguista. Mas, os capitães vermelhos apoderaram-se do poder frustrando as expectativas do Clube de Bilderberg. Essa frustração manteve-se até 1976 quando as influências bilderberguistas voltaram a funcionar após a formação do Governo Constitucional, controlado pelo ministro dos negócios estrangeiros José Medeiros Ferreira, conhecido como adepto faccioso do Clube de Bilderberg, para favorecer a implantação das suas garras em Portugal através de muitas dezenas dos seus membros que passaram e continuam a governar Portugal, reféns dos interesses do Bilderberguismo e da sua política de pilhagem e terror que se reflecte em todos os cantos do Mundo. É tanto assim que o entendido nestas matérias, Daniel Estulin, afirma que o Clube de Bilderberg pretende impor um governo mundial único. Paralelamente, todas as outras instituições da governação incluindo a moeda única já concretizada em 1990 na Europa nesta primeira fase até chegar à outra a ser usada pelo único governo Mundial e a sua Nova Ordem. A Wikileaks de Julian Assange também refere que o Clube de Bilderberg tem pressionado os seus agentes para fomentar uma organização na Europa integrada num seu mercado comum e daí resultou a CEE – Comunidade Económica Europeia – à qual as nações da Europa, antes soberanas, passaram a ficar submetidas. Até que em 2008 o assalto à Banca aconteceu. É a jornalista espanhola, Cristina Martin Jimenez que, na sequência do seu livro “Clube Secreto dos Poderosos”, deu uma entrevista ao jornal Público sobre a crise do subprime e a sua contaminação à Europa, referindo a reunião de Bilderberg de 2006 que cita o aviso do Federal Reserve quanto à previsão do agravamento da crise e ao facto de muita gente ir perder as suas casas, sobretudo as dos jovens e dos que não tinham trabalho fixo.

Cristina explica ainda a ameaça: Pretendem enfraquecer os estados para os dominar através do Clube de Bilderberg e da sua Troika e suas exigências apoiadas no colaboracionismo que contaminam os mais vulneráveis à práctica da corrupção, como é o caso dos países do sul como Portugal. Ora esta corrupção saqueadora facilita aos fundos estrangeiros a compra de grandes empresas que foram vendidas a saldo. Se há empresas com fundos estrangeiros a comprarem cá empresas, é de admitir que os CTT passaram actualmente a ser controlados pelas mesmas, uma vez que os CTT citam o nome de empresas estrangeiras como seus accionistas. Ou seja, os CTT que foram fundados há 500 anos pelo Rei D. Manuel I em 1520. Isto é: a corrupção dos governos nos últimos anos foram formados por políticos que passaram a ser membros do Grupo Bilderberg que é comandado por personalidades sinistras como Henry Kissinger, Rockefeller, etc, que aplicam as medidas e o terror em todos os cantos do mundo afim de o descalabro se eternizar. Ora os CTT, com séculos de existência, foram usados para fazer parte desse descalabro provocado por muitos dos seus administradores, com rendimentos chorudos, que o usaram para favorecer as suas regalias e a correspondente pilhagem para mais corromper e tanto derreter até o povo nada ter. Irá vencer o Clube Bilderberg onde eles se vão acolher para os proteger e o Clube lhes irá prometer que continuarão a receber outros privilégios, se o seu dever continuar a se manter assim, tudo irão fazer para a Nova Ordem Mundial prevalecer.

Conclusões da FRENTE DO ALGARVE LIVRE DE TRANSGÉNICOS

A leitura do livro “OS PLANOS BILDERBERG PARA PORTUGAL” de Rui Pedro Antunes leva à conclusão que o 25 de Abril foi urdido para eliminar a ditadura Salazarista e transformá-la numa democracia podre e ditatorial dirigida por muitas dezenas de membros lacaios do bilderberguismo encorajador para a súcia dos políticos estarem à vontade para atribuir à sua pandilha rendimentos chorudos em que o povo se queixa que o país está a saque para Portugal se tornar insolvente e falhado e criar a as condições para o Clube Bilderberg concretizar a sua posse. Por outro lado, se o texto do livro atrás citado deixa transparecer que Henry Kissinger esteve ligado ao atentado do avião e à morte de Sá Carneiro e Amaro da Costa, é preocupante perceber onde tudo já chegou. Agora só falta esperar para se saber até onde a falsidade e a traição irá chegar. Até agora só se pode entender que os principais traidores de Portugal são cinco, e as suas fotografias estão na capa do livro (fig. 1) de Rui Pedro Antunes, são as dos quatro membros do Clube de Bilderberg: António Costa, Durão Barroso, Paulo Portas e Guterres, ou seja, Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.

 

 

Os planos de Bilderberg para Portugal

Fig. 1

Big Oil

Fig. 2

 

Tal dedução corresponde à imagem da capa do livro (fig. 2) com 447 páginas Dean Henderson que refere o crime organizado de Nova York aos seus gangsters com os quais a dinastia Rothschild está comprometida. Se o Clube Bilderberg pertence à dinastia Rothschild, entre os cerca de 50 membros portugueses bilderberguistas, os quatro da capa acima citados estão relacionados com cargos e funções da governação. Se relativamente ao que temos mencionado até aqui se conclui que o Clube Bilderberg, a dinastia Rothschild, etc, fazem parte da mesma engrenagem, como se o crime organizado dos gangsters de Nova York tivesse sido transferido para o Clube Bilderberg e endossado aos quatro bilderberguistas da governação portuguesa, sendo acrescentado à constatada corrupção vitalícia. Ou seja, “Os Vampiros Sugam Tudo e Não Deixam Nada”. Eis porquê:

 
1)   Cidadão, apelamos à tua acção

      Ao burlão Rothschild que te tira o pão

      Paga a corrupção e tem Mundo na mão

      Tu irmão esmiúça a aflição e decides a salvação!

 

2) Não à treta obscura

     Dos vendidos da conjuntura

     De mentirosos e a sua escravatura

     E fome da tua sepultura

 

3) Estuda a velha brochura

    Da história oculta e pura

    Conta o roubo que te amargura

    E fez a tua vida insegura

 

4) Acusa Rothschild que fez jura

     Compra fantoches e monta a Ditadura

     Funda governo mundial da usura

     Roubar o mundo com envergadura

 

5) O Livro  ”Dinheiro de Fiar” da diabrura

     Denuncía Rothschild e sua conjuntura

     Ele assassina e cria crises com fartura

     Até ficares de tanga e sem compostura

 

6) Se não despertas com abertura

     Sem aprofundar e sem estrutura

     Perdes a vantagem da tua bravura

     Se não te documentaste com cultura

 

7) Vales nove e eles só um de loucura

     O um sabe nove tem mais grandura

     Tem medo dela e da sua estatura

     Boicote seu produto e ninguém procura

 

8) Falta prender quem criou a rotura

     Até devolver os quadriliões da sua finura

     Insistir na polícia sem brandura

     Sem ceder à política da triste figura

 

9) Os nove, ocupem a rua com mais largura

     E gritem indignados com outra altura

     Usem palavras de ordem com fundura

     Debatam unidos a melhor postura

 

 

 

 

Advertisements

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s