Vladimir Putin cita serviços de inteligência russa: O Estado Islâmico (ISIS) é financiado por 40 países incluindo membros do G20

FRENTE DO ALGARVE LIVRE DE TRANSGÉNICOS

COMUNICADO 

Esta é a grande oportunidade desta Associação ter a honra de transcrever a acusação daquele que é hoje o estadista de comportamento correcto, defensor da verdade e o único que é fiável para resolver os males do Mundo. Ganhou sabedoria profunda e abrangente, e com tanto minúcia, que não lhe escapa nenhum pormenor. Conclusão: o Presidente Putin reúne todas as condições para ser a personalidade que conquistou o direito a ser considerado como o salvador da esperança perdida. Esse seu mérito verificou-se quando ele enfrentou na Conferência dos G20, na Turquia, a maioria da quadrilha que gere o terrorismo do Mundo, quando acusou que alguns dos seus membros [G20] se encontram na lista dos 40 países que financiam o Estado Islâmico. 

Segundo o Global Research de 16-11-15, Putin exprimiu-se do seguinte modo:

Vladimir Putin cita sistemas de inteligência russos: O Estado Islâmico (ISIS) é financiado por 40 países, incluindo membros do G20.

 Fonte: RT – 16-11-15

 

putin

O Presidente Vladimir Putin disse estar a compartilhar dados dos serviços de inteligência russos sobre o financiamento do Estado Islâmico pelos seus colegas do G20: os terroristas são financiados por 40 países, incluindo alguns Estados membros do G20.

 Durante o encontro: “Providenciei exemplares com base nos nossos dados sobre o financiamento das diferentes unidades do Estado Islâmico (SI, anteriormente ISIS/ ISIL), por entidades privadas. Ao que conseguimos apurar, este dinheiro provem de 40 países e, entre eles, encontram-se alguns dos países que integram o G20”, declarou Putin aos jornalistas.

 Putin também falou da necessidade urgente de interromper o comércio ilegal de petróleo pelo IS.

 “Mostrei aos nossos colegas fotografias tiradas a partir do espaço e de uma aeronave, que demonstram claramente a dimensão do comércio ilegal de petróleo e produtos petrolíferos”, disse Putin.

 “O corrupio de veículos de reabastecimento estende-se por dezenas de quilómetros, de modo que a partir de uma dada altura, 4.000 a 5.000 metros, eles continuam além do horizonte”, acrescentou Putin, comparando o comprimento destas filas ao dos extensos sistemas de abastecimento de gasodutos e oleodutos.

 

Última hora: Putin e Obama mantêm conversações à margem da cimeira dos G20

Fonte: RT – 15-11-15

“Este não é o momento certo para tentar descobrir qual é o país que é mais ou menos eficaz na batalha contra o Estado Islâmico. Agora é necessário um esforço concertado por parte da comunidade internacional no combate ao grupo terrorista”, afirmou o presidente da Rússia.

Putin reiterou a disponibilidade do seu país para apoiar a oposição armada na Síria, nos seus esforços para combater o Estado Islâmico.

“Alguns grupos armados da oposição consideram possível iniciar operações activas contra o IS com o apoio da Rússia. E nos estamos prontos para fornecer esse apoio a partir do ar. Se isso acontecer, poderia tornar-se numa boa base para o posterior desenvolvimento de uma solução política”, sublinhou o presidente russo.

“Nos realmente precisamos de apoio dos EUA, países europeus, Arábia Saudita, Turquia, Irão”, acrescentou Putin.

“Vamos trabalhar juntos para aniquilar o ISIS”

Fonte: RT-UK – 16-11-15

Putin destacou a mudança de posição de Washington sobre a cooperação com Moscovo na luta contra os terroristas.

“Temos de organizar o trabalho especificamente concentrado na prevenção de ataques terroristas e na luta contra o terrorismo à escala global. Oferecemo-nos para cooperar [com os EUA] nos esforços anti-IS. Infelizmente, os nossos parceiros americanos recusaram. Eles apenas enviaram uma nota por escrito a dizer: “Nós rejeitamos a sua oferta”, disse Putin.

“Mas a vida está sempre em evolução, a um ritmo muito rápido e, muitas vezes, a ensina-nos grandes lições. E eu acho que a tomada de consciência de que uma luta efectiva [contra o terrorismo] só pode ser desencadeada conjuntamente, começa agora a chegar a todos.”, afirmou o líder russo.

Última hora: Terror intel, trocas entre Estados Unidos e Rússia precisam de ser reforçadas. [director da CIA Brennan]

Fonte: RT, 16-11-15

De acordo com Putin, antes de mais, deverá decidir-se quais os grupos na Síria podem ser considerados como organizações terroristas e aqueles que podem ser considerados como sendo parte da oposição armada da Síria mas, ainda assim, legítimos.

“Os nossos esforços deverão concentrar-se na batalha contra as organizações terroristas”.

Putin também discordou da crítica Ocidental sobre as acções da Rússia na Síria, onde o país vem realizando uma campanha aérea em larga escala contra o Estado Islâmico e outros grupos terroristas, desde 30 de setembro.

Síria: Torpedos russos Sukhoi, da base aérea de Latakia, dirigem-se para o território do IS

“É realmente difícil criticarem-nos”, disse Putin, acrescentando que a Rússia tem pedido, repetidamente, aos seus parceiros estrangeiros para que lhes forneçam dados sobre os alvos terroristas na Síria.

Eles estão com medo de nos informar sobre os territórios que não devemos atacar, temendo que seja precisamente ali que iremos atacar; que iremos enganar toda a gente”, afirmou o presidente russo.

Aparentemente, a sua opinião sobre nós baseia-se na própria concepção que eles têm de decência humana”, acrescentou.

Putin disse à imprensa que a Rússia já estabeleceu contacto com a oposição Síria, e que esta pediu a Moscovo para não efectuar bombardeamentos aéreos nos territórios por si controlados.

 Ainda não há conclusões sobre as causas do acidente de avião no Sinai.

É muito cedo para tirar conclusões sobre as razões para o acidente do jacto russo A321, sobre a Península do Sinai, no Egipto, em finais de outubro. Todos os cenários possíveis estão ainda a ser considerados pelos investigadores, disse Putin.

“Nós sabemos de todos os cenários possíveis, e todos os cenários estão a ser equacionados. A conclusão final só poderá ser feita após a execução e conclusão da inspecção”, frisou.

“Se tivesse havido uma explosão, os vestígios de explosivos teriam permanecido na capa do forro e sobre os pertences dos passageiros. É inevitável. E nós temos equipamento suficientemente qualificado, bem como especialistas de classe mundial, capazes de encontrar esses vestígios. Só então será possível falar sobre as razões para que esta tragédia tenha acontecido”, acrescentou o presidente.

Com 224 pessoas a morrer no acidente, Putin disse ser “uma dor emocional enorme para todos nós; para todos os russos, não importa qual tenha sido a causa do mesmo”.

A fonte original deste artigo é a RT / Copyright © RTRT, 2015

 

Advertisements

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s