Massacre de Odessa

Cerca de uma dúzia de pessoas morreram nas chamas em Odessa, quando um grupo de radicais pôs fogo à Casa de Câmbio, e lá dentro estavam presos protestantes anti-governo. A cidade está agora, de luto por aqueles que morreram, sufocados pelo fumo ou que tiveram de saltar pela janela.

O que fez acontecer esta tragédia, foram conflitos violentos que ocorreram na sexta feita a tarde entre dois partidos rivais na cidade-porto da Ucrânia, Odessa.

Cerca de 1500 apoiantes das autoridades de Kiev, acompanhados por fãs agressivos do clube de futebol local, o Chernomorets, tentaram marchar para o centro da cidade cantando, “Glória para a Ucrânia”, “Morte aos inimigos”, “Esfaqueiem os Moskals” (Outro nome para os russos). Algumas das pessoas no grupo estavam a usar a insígnia do movimento ultra-nacionalista do sector direito, e estavam armadas com correntes e tacos de basebol e traziam escudos para se protegerem.

Várias centenas de protestantes anti-governo eventualmente confrontaram os apoiantes de Kiev. Como resultado disto, iniciou-se uma batalha, com membros dos grupos rivais a atirar pedras, cocktails molotov e granadas de fumo uns aos outros e à Policia. As ruas estavam cobertas de sangue.

A policia falhou em separar os grupos rivais. No fim, morreram 4 pessoas e 37 ficaram feridas no meio da violência. Havia policias entre os feridos.

This still grabbed on TV images released by INTER, shows a man covering the bloodied body of a man with an Ukrainian flag during a demonstration on May 2, 2014 in Odessa. (AFP/Inter)

Ukrainian police help an injured colleague during clashes between pro-Russian activists and supporters of the Kiev government in the streets of Odessa May 2, 2014. (Reuters/Yevgeny Volokin)

Os confrontos na rua pareciam ser apenas o inicio do pesadelo de sexta feira de Odessa, já que os radicais forçaram os activistas anti-governo a voltar para o acampamento deles à frente da Casa de Câmbio local. Muitos dos protestantes anti-Kiev eventualmente esconderam-se dentro do prédio.

“Mulheres e crianças estavam escondidas dentro do edifício da Casa de Câmbio”, disse uma testemunha ao RT. “Primeiro, os homens armados atearam fogo às tendas, e depois eles começaram a atirar cocktails molotov e granadas ao edifício. Nós ouvimos disparos de armas e vimos fumo,” acrescentou a testemunha.

O primeiro andar do edifício da Casa de Câmbio, foi cedo envolvido em chamas. As pessoas lá dentro pareciam estar presas.

Dúzias de pessoas eventualmente foram queimadas vivas ou sufocaram até a morte. Para escaparem ao fogo e fumo, as pessoas estavam-se a pendurar das janelas. Algumas pessoas, com tamanho desespero até saltaram para o chão.

People wait to be rescued on the second storey's ledge during a fire at the trade union building in Odessa May 2, 2014. (Reuters/Yevgeny Volokin)

People wait to be rescued on upper storeys at the trade union building in Odessa May 2, 2014. (Reuters/Yevgeny Volokin)

Muitos dos que conseguiram escapar ao fogo, foram depois brutalmente espancados por homens armados, que se acredita serem do grupo do Sector direito ultra-nacionalista, que tinham atacado o edifício anteriormente.

Video stills from ustream channel opposition-ru

Cerca de 50 pessoas conseguiram chegar ao terraço do prédio em chamas e esperaram por ajuda lá. A RT conseguiu falar com um deles, depois deste ter sido resgatado pela policia.

“Nós estávamos escondidos lá (no terraço), desta multidão raivosa, que nos forçaram a vir para dentro do prédio e atiraram cocktails molotov e pedras contra nós,” disse ele. “”Pessoas foram queimadas vivas dentro do prédio, e elas não conseguiam sair. Nós não podíamos ir para baixo, porque nós víamos pessoas dos outros andares irem para baixo e depois a multidão lá em baixo atacava-los  como uma alcateia de lobos. Nós fomos escoltados do terraço e para fora do prédio. Nós tivemos de passar por cima de corpos quando estávamos a descer as escadas.”

Um total de 46 pessoas morreram nesta sexta feira de violência em Odessa e quase 200 outras pessoas ficaram feridas, disse o advogado da região de Odessa, Igor Borshulyak, aos jornalistas no Sábado.

39 dos mortos perderam as suas vidas no incêndio na Casa de Câmbio de Odessa, de acordo com a agência de Emergências Ucraniana, a qual lançou uma declaração dizendo que “31 dos mortos, foram encontrados dentro do edifício, e mais 8 foram encontrados na parte de fora, por agentes da lei.”

A protester walks past a burning tent camp and a fire in the trade union building in Odessa May 2, 2014. (Reuters/Yevgeny Volokin)

Odessa anunciou no sábado um luto de 3 dias pelas vitimas da tragédia.

Mais tarde, o presidente interino da Ucrânia, Alexandr Turchinov assinou um decreto assinalando 2 dias de luto nacional por aqueles que morreram na operação militar no Leste da Ucrânia e nos confrontos em massa em Odessa.

Residentes de Odessa têm estado a por flores na parte de fora do prédio da Casa de Câmbio, desde sábado de manhã.

Os russos têm trazido velas para a embaixada ucraniana em Moscovo para comemorar os mortos de Odessa.

People watch as firefighters work at the burned Trade Union building late on May 2, 2014 in Odessa. (AFP Photo)

Fonte: RT

Link da noticia original: http://rt.com/news/156592-odessa-activists-burnt-alive/

 

Advertisements

Deixa um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s